Vento amigo

Espero por um vento
Que num repente
Levante meus pés
E torça meu pensamento

Um tornado
Que me vire de lado
E derrube as chaves
Do mundo arrumado

Quebre a bússula
Desconcerte o rumo
Deixe-me confuso
E sem prumo

Espero por um vento, uma brisa, um aviso, um sinal, um silvo, um sino, um assovio, um grito, uma bomba, um sussurro, um toque
Que me arremesse do outro lado do muro
Onde rola um rock
Sem princípio nem fim
Sem sofrimento

Espero por um vento...

Nenhum comentário: